Diniz chama Ângelo e Kaiky de ‘fenômenos’ e fala de Sánchez: “Estamos dando condição de jogo para ele”

Fernando Diniz concedeu entrevista coletiva após empate do Santos por 0 a 0 contra o Sport Recife, na Vila Belmiro. Ele falou dos meninos Ângelo e Kaiky, joias do Peixe, além de Carlos Sánchez, que voltou recentemente aos gramados.

“Ângelo é fenômeno como o Kaiky, jogadores que nasceram em 2004 e foram titulares, inclusive comigo. Tendência é de evoluírem. Venuto entrou porque treinei nessa situação da lateral, por isso ele entrou e não o Ângelo”, disse Diniz.

Sánchez voltou contra o Grêmio e já entrou ao longo de três jogos. Ele mostra muita capacidade de se movimentar e aos poucos retoma o ritmo natural.

“Sánchez evolui, jogou de novo 35/40 minutos. Estamos dando condição de jogo para ele. Torcedor tem vontade e eu também, mas temos que tomar o cuidado necessário para colocar na hora certa e eu converso muito com ele. Levamos da forma criteriosa”, ressaltou o treinador do Peixe.

O Santos soma 12 pontos e ocupa a quinta posição do Brasileirão. O próximo jogo é contra o América-MG no sábado (3), às 21h (de Brasília), fora de casa.

Os jogadores mais jovens a atuarem na Seleção Brasileira nas últimas 10 Copas do Mundo FIM DE UMA ERA! Os jogadores da promissora geração belga com mais partidas em Copas do Mundo Estranho no Ninho! Relembre as campanhas do Marrocos em Copas do Mundo Vini, Messi e mais: O time dos 11 destaques das oitavas de final da Copa do Mundo