“Meninos da Vila” que podem ser a solução de Jesualdo Ferreira

O retorno das atividades no Santos deve trazer oportunidade aos “Meninos da Vila”. O técnico Jesualdo Ferreira deve continuar suas apostas em jogadores da base, pois está impedido registrar novos jogadores, por punição imposta pela Fifa, por estar em débito com o Hamburgo, da Alemanha, na aquisição do zagueiro Cléber Reis, no início de 2018.

A diretoria santista, sem poder efetuar contratações, viu o meia Evandro se despedir do clube, pois não teve seu contrato renovado. No setor, o clube no momento tem Carlos Sánchez e Jean Mota, o que deve levar o treinador Jesualdo Ferreira a dar novas chances a jogadores da base, que já são aguardados pela torcida dentre os jogadores do time principal, como Ivonei, Anderson Ceará e Lucas Lourenço. Em 2018, Lucas Lourenço e Anderson Ceará chegaram a atuar pelo profissional, mas com a chegada de Sampaoli em 2019, retornaram às categorias de base.

Dos jogadores da base que podem pintar no elenco principal, Ivonei já vem há bastante tempo se aproximando da oportunidade, com 18 anos, o meia chegou a ser relacionado por Sampaoli em um dos jogos do Santos, mas não chegou a entrar em campo. Com Jesualdo, o jogador que se destacou na Copa São Paulo deste ano, foi promovido ao time principal e chegou a ser convocado para o último jogo antes da pandemia, contra o São Paulo, no dia 14 de março, mas não entrou em campo. O jogador é versátil e pode jogar em quase todas funções do meio campo, o que deve ajudar na sua promoção.

Se em 2018, uma grave lesão no joelho o tirou da temporada logo após sua estreia como profissional sob o comando do então treinador Cuca, Anderson Ceará, já foi relacionado por Jesualdo para algumas partidas, mas não chegou entrar em campo. Com 21 anos, o meia almeja ter oportunidades e aproveitar da melhor forma. O jogador atua na função do ‘camisa 10’, posição que atualmente não tem dono no Santos, o que pode abrir boas expectativas ao jogador.

Dos três, a ‘promessa mais antiga’, é o meia Lucas Lourenço. O meia foi companheiro de Rodrygo e Yuri Alberto na base e, com 19 anos, ainda não conseguiu aproveitar suas oportunidades, para se firmar no time principal santista e, corre por fora para buscar sua chance. Em 2018, o meia chegou a participar de uma partida no time principal, quando o treinador era o Cuca, e com a chegada de Jorge Sampaoli, acabou sendo devolvido à base. Nesta temporada, estava servindo o time B até a paralisação. Como a posição é precária de opções, o meia pode ser testado pelo treinador Jesualdo Ferreira.

(Foto: Ivan Storti / Santos F.C.)

Os jogadores que podem sair do São Paulo de graça As notas dos jogadores do Bahia no empate diante do Grêmio É do Galo! Números de Pavón, em 2020-2021 Os 10 melhores jogadores do PSG no FIFA 12