Mesmo sabendo das limitações, Holan aponta a necessidade de dois reforços, veja as posições carentes

Mesmo sendo apenas o segundo jogo do treinador Ariel Holan a frente do comando do Santos e sabendo das dificuldades que o time atravessa, o técnico argentino vê a necessidade de reforçar pelo menos em duas posições no elenco, que ele vê como carentes. Holan ainda não indicou nomes para se trabalhar, mas apontou o que deve ser prioritário ao Santos, assim que o time poder voltar a contratar.

Segundo o técnico santista, a zaga precisará é um dos setores que precisará de reforço. Atualmente, Luan Peres é titular absoluto, e seu companheiro ainda é uma incógnita. Na posição o Santos tem Laércio contundido, Luiz Felipe que não agradou no jogo em que fez a função, Sabino, que é canhoto, foi aprovado e deve permanecer no elenco e o jovem Kaiky, destaque da última partida do Santos, além de Wagner Leonardo e Alex Nascimento, que não foram utilizados pelo comandante na posição. As informações iniciais foram trazidas pela Gazeta Esportiva

, e posteriormente confirmadas pelo Mercado do Futebol.

Outro setor que o técnico vê a necessidade de chegar reforço é no meio campo, já que seu principal jogador da última temporada, Diego Pituca foi vendido no final da temporada. Na posição, atualmente vem atuando Sandry, e o time não tem um meia armador dentre os titulares, o que dificulta muito o jogo, como foi praticamente em quase toda a temporada de 2020. O ano passado, quando o técnico era Cuca, Soteldo e Lucas Braga foram utilizados na posição, com atuações medianas.

A diretoria v em trabalhando para eliminar a punição imposta pela Fifa. Andres Rueda vem tentando melhorar o relacionamento com o Huachipato, clube a quem o Santos contratou o atacante Yeferson Soteldo e não foi pago nem um centavo até o momento, e ainda foi “passado para trás”, por udas vezes, pela gestão anterior. O time chileno venceu a ação na Fifa, o que impede o Santos de fazer novas contratações, e ainda faz com que time santista tenha uma dívida na casa dos R$ 40 milhões, que segue em negociação para poder chegar a um acerto e botar fim na punição.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

As maiores decepções no início dos estaduais 8 jogos imperdíveis para curtir neste fim de semana! Saiba tudo sobre o UFL, novo game de futebol rival de FIFA e PES Os jogadores mais valiosos do futebol brasileiro