Na mira do Santos para 2022, Nikão deixa seu futuro em aberto: “Não tem nada certo”

Nikão jogando pelo Athletico. Foto: Getty Images

Um dos alvos do Santos para a temporada de 2022, o atacante Nikão, em entrevista ao programa Bem Amigos, falou sobre seu amor e carinho pelo Athletico e deixou seu futuro em aberto.

Já campeão da Copa Sul-Americana e finalista da Copa do Brasil, o jogador de 29 anos disse que quer resolver seu futuro após as decisões que se aproximam e não garantiu renovação com o clube paranaense.

Eu tenho contrato até 31 (de dezembro). Em julho eu podia assinar um pré-contrato e não o fiz. E não vou fazer, porque é um clube que me deu todas as condições, tudo que precisei. Não tem nada certo se eu vou ou não vou. O presidente tem falado constantemente com meus empresários e eu falei para eles, até por termos uma decisão pela frente, que não queria que nada atrapalhasse”, disse Nikão, ao Bem Amigos.

Com passagens pela base do Santos, Nikão não deve ficar no Athletico em 2022 e o Peixe estuda oferecer um plano carreira para o atacante. O jogador chegaria sem custos e potencialmente como titular da equipe. Não há, até o momento, negociações ou proposta por ambas as partes.

O Alvinegro, porém, teme a concorrência por Nikão. Além do Santos, Palmeiras, São Paulo, Corinthians e outros clubes do Brasil também teriam interesse no jogador e poderiam dificultar a vinda do atleta à Vila Belmiro.

Com o planejamento para 2022 já iniciado, o Santos já monitora alguns nomes como possíveis reforços. A lista alvinegra conta, também, com o meia-armador Martín Benítez e os atacantes Gilberto, do Bahia, e Germán Cano, do Vasco. O zagueiro Eduardo Bauermann, do América-MG, já tem um pré-contrato de três anos apalavrado com o Peixe que deve ser confirmado ao final da temporada.

Relembre a primeira escalação de Jorge Jesus pelo Flamengo em jogos oficiais Os melhores jogadores das últimas 10 edições do Mundial de Clubes VAI REVERTER? A provável escalação do Corinthians para enfrentar o Atlético-GO pela Copa do Brasil Relembre a primeira escalação de Guardiola como treinador do Barcelona em um jogo oficial