Santos sofre punição após invasões e agressão de torcedor a Cássio, do Corinthians; confira

Agressão a Cássio em Santos x Corinthians. Foto: Fernanda Luz / AGIF

O Santos foi julgado e punido nesta quarta-feira (10) pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) pelas invasões de campo e agressão de torcedor ao goleiro Cássio na partida contra o Corinthians, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

A órgão definiu que o Peixe terá de pagar uma multa avaliada em R$ 35 mil: R$ 5 mil pelo uso de sinalizadores, R$ 20 mil por bombas e R$ 10 mil por invasões. Ainda, o Alvinegro jogará dois jogos da edição de 2023 da Copa do Brasil com portões fechados.

O Santos foi enquadrado no artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) que determina punições por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir“. Além disso, também respondeu pelo artigo 191 devido ao uso de sinalizadores.

No entanto, o clube paulista deve entrar com recurso para amenizar a punição. O advogado Marcelo Mendes argumenta que o Peixe tentou impedir as invasões e repreendeu de maneira adequada a atitude, identificando os infratores e os expulsando do quadro de sócios.

Não tem como ficar totalmente satisfeito. O clube fez um trabalho muito bom de prevenção e repressão, principalmente identificando os invasores. Vou conversar com a diretoria. Não foi de todo ruim, mas esperávamos um resultado melhor. Vamos sentar e pensar na possibilidade de entrar com um recurso. O regulamento determina que essas perdas de mando são cumpridas em campeonatos da mesma natureza, então fica para a Copa do Brasil do ano que vem“, afirmou o advogado Marcelo.

Os goleiros em atividade com mais jogos pela Argentina Bahia sai na frente do Vasco na corrida por Gregore; veja números do atleta no clube Com surpresa na lista: os jogadores de futebol mais rápidos da atualidade Muita grana! As contratações mais caras da história do futebol