Marcelo Gallardo e André Villas-Boas são descartados pelo São Paulo

Fernando Diniz foi demitido após uma série de jogos sem vitórias, perdendo a liderança do Brasileirão e deixando o clube na quarta colocação da tabela. Agora, a diretoria do clube paulista busca a melhor opção para substituto do ex-técnico. Nomes como Marcelo Gallardo e André Villas-Boas eram fortes para assumirem o cargo, porém ambos custariam quantias que a entidade não pode arcar.

Marcelo Gallardo, que atualmente comanda o River Plate, foi procurado pela diretoria do São Paulo, mas o treinador pediu R$ 5,3 milhões como salário mensal. Esse contato foi para o São Paulo ter conhecimento da possibilidade do argentino chegar ao Brasil, mas nenhuma proposta foi feita. E ainda, o treinador do time argentino não escondeu o desejo de que seu próximo destino seja a Europa.

Já André Villas-Boas, que recentemente deixou o Olympique de Marseille, também foi descartado pelo motivo salarial. O ex-técnico do clube francês recebia R$ 2.5 milhões por mês, e pretendia continuar recebendo esse valor, mas o São Paulo não tem condições de arcar. O português foi opção dos paulistas em 2012, mas nada concluído. Ele era uma nome que agradava a torcida Tricolor.

O São Paulo está agindo com cautela diante da procura de um novo técnico. A preferência da entidade é um treinador estrangeiro levando em consideração a escassez do marcado nacional. Mas, tem conhecimento da desvalorização do real em meio às moedas estrangeiras.

Foto de capa: Getty Images