Cuca valoriza bom momento do Atlético, mas alerta: “A distância entre o sucesso e o fracasso é curta”

Foto: Pedro Souza/Atlético

Assim como Hulk, o técnico alvinegro pregou humildade e pés no chão em relação a favoritismo do Atlético no Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores

O Atlético, juntamente com o seu torcedor, vive um temporada ilustre. Encabeçando o Campeonato Brasileiro e garantido nas semifinais da Copa do Brasil e Libertadores, o time comandado por Cuca é um dos grandes favoritos nas três competições que disputa em 2021.

No entanto, humildade é palavra recorrente nas declarações do técnico Cuca e de seus comandados. Após o duelo diante do Fluminense, nesta última quarta-feira (15), o comandante falou sobre o bom momento que vive o alvinegro, mas destacou que ainda não há nada ganho e qu e, se tratando de futebol, tudo pode acontecer.

“É dar sequência. A gente está na semifinal da Libertadores, na semifinal da Copa do Brasil, já ganhamos o Mineiro e estamos encabeçando o Brasileiro. Isso não significa nada. Na verdade, significa só que você ganhou o Mineiro. Isso daí ninguém te tira. Daqui para frente, tudo pode acontecer”, afirmou.

“Eu tenho conversado muito com eles (jogadores) tudo o que eu penso e reflito a respeito do que é o momento que a gente vive. É um momento em que você pode ganhar três títulos, dois, um e pode não ganhar nenhum. Então, a gente tem que tomar muito cuidado, porque a distância entre o sucesso e o fracasso é muito curta”, prosseguiu Cuca.

“Se você tiver três tropeços, vocês todos (da imprensa) vão criticar – e com razão, porque chegou, mas não ganhou. É difícil, porque só ganha um e você está medindo forças com Boca, com River, com Fluminense, com Palmeiras, com Flamengo, com São Paulo, com Grêmio, Inter, que são equipes iguais a você. Estamos indo. Só Deus sabe aonde a gente vai chegar nas três competições. A gente tem muita humildade e pé no chão”, completou.

O QUE É O GALO!

O treinador, que já está na história do Atlético, também afirmou que vem conversando bastante com seus comandados sobre o clube e como é especial para a torcida o momento que o Galo vive atualmente.

“Eu converso diariamente com eles (jogadores) em cima disso, para mentalizar. Tem muitos jogadores aqui que ainda não sabem o que é o Galo, o que é o Atlético. Tiveram uma ideia no jogo com o River (vitória por 3 a 0, pela Libertadores, quando houve presença de torcida no Mineirão), uma ideia”, disse.

“É um clube muito carente de títulos, é uma torcida apaixonada, apaixonada demais da conta, que eu sei. A gente vive, hoje, um momento de estar nas três frentes com chances de ganhar, mas em nenhuma você tem a segurança de ganhar. Você tem a condição de lutar para ganhar. E isso a gente tem posto na cabeça deles direto, que a gente tem que entrar em campo com o pensamento de ir o mais longe possível, o que pode a cada jogo, e consequentemente em cada campeonato”, finalizou Cuca.