Diretoria banca, e Abel Braga seguirá como treinador do Vasco

Abel ainda não mostrou regularidade em seus jogos; equipe tem o pior ataque entre os clubes da serie A do Brasileiro.

O Vasco terminou 2019 com Luxemburgo como treinador da equipe, mas foi obrigado a buscar outra solução, pois não conseguiu chegar a um acordo de renovação com Vanderlei, atualmente no Palmeiras.

Abel Braga, que estava sem clube, foi contratado pelo presidente do Vasco, Alexandre Campello. A expectativa sobre o treinador já não era a mais alta, pois o mesmo terminou a temporada passada em baixa, após trabalho ruim no Cruzeiro, que encerrou o Brasileiro entre os rebaixados.

Mapeando o mercado, o Cruzmaltino conseguiu ser pontual no ataque. German Cano foi contratado e já garantiu mais de R$4,4 milhões aos cofres do clube. O camisa 14 garantiu a classificação da equipe na Sul-Americana e em duas fases da Copa do Brasil.

A renovação de Fredy Guarín também é fundamental para o meio-campo da equipe, pouco explorado por Abel. Martin Benitez, camisa 10, estreou contra o Goiás, mas teve uma atuação apagada, juntamente com o restante do time.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

O futebol apresentado é bastante irregular. Contra o ABC, no Maracanã, a equipe vascaína parecia um pouco mais organizada, pelo menos no primeiro tempo da partida. Já na derrota contra o Goiás, por exemplo, foi possível ver escancaradamente o despreparo e desorganização do time treinado pelo Abel Braga.

São até aqui, 13 partidas sob o comando do Abel. Quatro vitórias, cinco empates e 4 derrotas. Um futebol de baixa quali dade, pouco explorado, com pouca velocidade e criatividade.

O treinador não pedirá demissão e o presidente Campello manterá ele no cargo. A equipe com o pior ataque da serie A enfrenta o Fluminense no domingo, pelo Campeonato Carioca, com os portões fechados.

Foto de capa: Rafael Ribeiro/Vasco