O que falaram os jogadores após classificação da seleção brasileira para as oitavas da Copa do Mundo

Classificados

Em jogo tenso, o Brasil venceu a Suiça por apenas 1 a 0, mas necessário para garantir a vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. A partida foi decidida já no final com gol de Casemiro e mostrou novamente uma atuação sólida da defesa brasileira. 

Entrevistas

Após o duelo, os protagonistas da partida deram entrevistas e tocaram em vários assuntos importantes, como o adversário, ausência de Neymar e poupar no próximo compromisso contra Camarões. 

Thiago Silva

“De grande importância (a vitória). Não foi um jogo de todo fácil, estava um pouco mais de calor que o primeiro jogo, eles tiveram um pouco mais de recuperação, jogaram de tarde, nós de noite, perdemos uma noite de sono".

Jogo duro

“A gente controlava, mas com receio de errar o passe e tomar contra-ataque. Foi um jogo truncado, mas a partir do momento que fazemos o gol, o jogo muda, que nem o jogo passado. Tivemos mais oportunidades. Isso é Copa, vemos resultados surpreendentes acontecendo”.

Poupar?

“Isso vai da comissão técnica. No tempo de hoje, temos coisas que influenciam muito em termos de recuperação. Se jogarmos o próximo jogo, o seguinte, nas oitavas, terá um tempo menor de recuperação. Temos que pensar nisso, mas a comissão está ciente para chegarmos bem", finalizou o capitão. 

Rodrygo 

"Eles estavam muito fechados ali, saíam tocando bem, então, colocaram muita dificuldade para nós. A gente trabalhou, continuou tocando a bola, fazendo nosso jogo, até que abriu um espaço e eu pude dar assistência para o Casemiro que foi feliz demais no chute".

Jogada ensaiada

"A gente jogou muito tempo junto. O Casemiro sempre passou experiência para a gente. Antes da bola chegar eu falei para deixar passar e logo depois ele ficou livre. O normal dessa jogada é o adversário ir nele e eu ficar livre. Eu devolvi e ele foi feliz."

Substituir Neymar

"Se eu puder fazer metade do que o Neymar faz já vai estar de bom tamanho, por tudo o que ele faz e porque é o nosso melhor jogador. Está todo mundo ciente disso. Como falei sempre, não quero me comparar a ele, mas se me cabe fazer essa função, espero fazer da melhor forma". 

Decidiu

“Importante, independentemente do gol, foi ter ajudado todos os meus companheiros. Aqui, ganhamos todos e perdemos todos. Não muda o meu pensamento. Aqui é um grupo. Quando se fala de seleção brasileira se fala de todos". 

Vitória importante

"Tem de valorizar quem tem jogado. Isso é importante para todos”, declarou o volante, escolhido o melhor jogador da partida."