Atlético vence o Botafogo por 2 a 1, no Mineirão, e se mantém na ponta do Brasileiro

O Atlético, ainda comandado pelo técnico Leandro Zago e recheado de desfalques devido a Covid-19, recebeu o Botafogo, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, de olho nos três pontos para permanecer na liderança do Brasileirão. E para isso, o time mineiro ainda defendia um tabu de 12 anos sem perder para os cariocas em Belo Horizonte.

O duelo entre líder e vice-lanterna também marcou a noite da despedida de Diego Armando Maradona, que faleceu aos 60 anos. O Atlético prestou a sua última homenagem ao argentino, no Mineirão. Além do rosto do jogador nos calções de jogo, o também ‘hermano’ Matías Zaracho, usou a camisa com o nome do ídolo estampado na camisa.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo, no Mineirão, começou movimentado. Logo no primeiro minuto, ambos os times já haviam chegado ao ataque e ao gol adversário. No entanto, ao longo dos primeiros 45′, foi o Galo que dominou as principais ações da partida. Dessa maneira, enquanto os donos da casa pressionavam, o Botafogo jogava pelo erro adversário, investindo nos contra-ataques com velocidade.

No entanto, a pressão alvinegra não demorou surtir efeito no Mineirão. Aos 11′, em cobrança de falta, Calebe já cabeceava e obrigava Cavalieri trabalhar. 5′ depois, Keno cruzou e dentro da pequena área, Savarino apareceu para estufar as redes e abrir o placar da partida.

Após o gol, o Galo ainda detinha a posse de bola e dominava, jogando no campo do adversário, pressionando e buscando o gol. Mas apesar da primeira etapa com a bola no pé, o alvinegro converteu poucas jogadas de perigo. O time carioca. por sua vez, não teve praticamente nenhuma chance durante os primeiros 45′. E sem mais lances, a vitória parcial do alvinegro era decretada no Gigante da Pampulha.

SEGUNDO TEMPO

A etapa complementar, por sua vez, começou a todo vapor. O Atlético ampliou o placar com Sasha, de cabeça, após cruzamento de Savarino logo aos 5′.

Entretanto, 3′ depois, Marcelo Benevenuto apareceu na área para diminuir para o Botafogo. Dessa maneira, após a balançada de rede dos cariocas, o jogo deu uma equilibrada e o Botafogo começou a incomodar a defesa dos donos da casa.

Aos 31′, Keno foi derrubado na área por Marcinho e a arbitragem marcou a penalidade máxima. Mas na cobrança, o goleiro Diego Cavalieri defendeu. A partir daí, poucas chances foram criadas até o fim dos 90′ e o duelo se encerrou em: Galo 2, Botafogo 1.

Imagemm: Pedro Souza/Atlético

O Atlético chegou hoje, a sua 13ª vitória no Brasileirão. Dessa maneira, chega aos 42 pontos e se mantém na liderança da competição.

FICHA TÉCNICA

Atlético (2): Rafael, Bueno, Júnior Alonso, Igor Rabello, Zaracho (Talison), Calebe (Wesley), Hyoran, Nathan (Marrony) Savarino, Keno e Sasha (Gustavo Henrique). 
Técnico: Leandro Zago 

Botafogo (1): Cavalieri, Kevin (Honda), Marcelo Benevenuto, Kanu, Victor Luis, Rafael Forster, Rentería (Kalou), Caio Alexandre, Marcinho, Warley (Rhuan) e Pedro Raul (Matheus Nascimento). 
Técnico: Emiliano Díaz 

Apitou, no Mineirão, Sávio Pereira Sampaio, auxiliado por Daniel Henrique da Silva Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior. O VAR ficou por conta de Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro. 

AGENDA

O Atlético entra em campo agora apenas no dia 6 de dezembro. Na ocasião, o alvinegro recebe o Internacional, no Mineirão, às 18h15. A partida é válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.  

Foto de capa: Pedro Souza/Atlético

Resta1