Justiça do Trabalho condena Cruzeiro a pagar mais de R$ 3 milhões para Rafael Sóbis

Os débitos na Toca da Raposa continuam crescendo dia após dia. Dessa vez, a Justiça do Trabalho condenou o Cruzeiro a pagar R$ 3,2 milhões a Rafael Sóbis, em ação que havia sido aberta pelo atacante há um ano. A Raposa ainda pode recorrer à sentença, determinada em primeira instância.

 A ação, que está em segredo de justiça, foi ajuizada no Rio Grande do Sul e, posteriormente, transferida para Belo Horizonte. Inicialmente, Rafael Sóbis pedia R$ 4,1 milhões ao clube mineiro por não cumprimento do acordo feito entre ambas as partes durante a rescisão contratual. Por isso, além do Cruzeiro, o atacante também pode recorrer a decisão judicial, pedindo o valor integral da ação trabalhista.

O acordo

Sóbis deixou o Cruzeiro no início de 2019, mas ainda com 12 meses de contrato vigente. Dessa forma, ficou acordado entre ambas as partes que a Raposa pagaria ao atacante R$ 4 milhões divididos de duas maneiras:

  • R$ 3.296.515,55, correspondentes às premiações, férias, cláusula compensatória desportiva e 13º salário de 2018.
  • R$ 697.142,85, correspondentes às parcelas de imagem de outubro, novembro e dezembro de 2018.

No que diz respeito ao primeiro montante, o Cruzeiro o parcelou em dez vezes. Por outro lado, dividiu o segundo em quatro vezes. Entretanto, a Raposa quitou apenas a primeira parcela integral de ambas as partes. Por isso, o atacante decidiu entrar na justiça contra o ex-clube.

FOTO DE CAPA: PEDRO VILELA/LIGHT PRESS/CRUZEIRO

Resta1

Guilherme Alves

Editor-chefe, repórter, redator, comentarista e âncora. Falo sobre futebol, basquete, futebol americano e automobilismo.