Manchester City espera que contratação de Haaland possa convencer Sterling de renovar

Foto: Getty Images

A busca do Manchester City por um atacante continua. Durante a última janela de transferências, o clube inglês tentou contratar Harry Kane, mas as negociações com o Tottenham não saíram como o esperado. Assim, a equipe de Pep Guardiola olha para Erling Haaland e espera resolver dois problemas com uma única contratação.

O norueguês é um dos jogadores mais disputados no mundo atualmente, atraindo interesse de clubes como Real Madrid e Bayern de Muniques. Na atual temporada, em 8 jogos por todas as competições, ele marcou 11 gols e deu 4 assistências pelo Borussia Dortmund. Sua força, ritmo e grande capacidade de finalização com apenas 21 anos tem impressionado. Vale ressaltar que Haaland tem uma cláusula de liberação de 68 milhões libras em seu contrato, que será ativada no próximo verão, um preço bem abaixo do que vale atualmente. O atleta seria a peça que falta para o ataque do Manchester City.

Além disso, o clube ainda não conseguiu convencer Raheem Sterling de assinar um novo contrato, já que o vigente vai até 2023. Ele é um dos principais jogadores do City nos últimos anos e foi fundamental nos títulos conquistados recentemente. No entanto, desde a temporada passada ele não parece muito satisfeito e na atual não foi titular na maioria dos jogos. Diante disso, tudo indica que o atleta inglês estaria disposto a deixar o Etihad Stadium, mas Pep Guardiola quer convencê-lo a ficar.

Para isso, de acordo com o jornal Mirror, o técnico dos Citizens espera que a contratação de Haaland mude as coisas para o inglês. Isso porque Sterling fez uma grande Eurocopa, sendo considerado por muitos o melhor jogador da seleção inglesa. No torneio ele jogou ao lado de Kane, tendo o companheiro como um atacante de referência. Isso é o que lhe falta no Manchester City e pode ser o que precisa para alcançar sua melhor forma.

Assim, Pep Guardiola vê a contratação de Haaland como algo que pode resolver dois de seus problemas: a ausência de um atacante de referência e completo e a permanência de Sterling. Mas caso isso não seja suficiente para o inglês, outros times já acompanham sua situação, como é o caso do Barcelona e agora do Newcastle

, que acaba de ser vendido.