Caso Robinho: Santos pode perder mais patrocinadores

No último sábado (10), o Santos anunciou a volta de Robinho. Naquela mesma tarde, o time da Vila Belmiro venceu o Grêmio dentro de casa, e a cada gol marcado, uma homenagem ao “Rei das Pedaladas”, apesar de o mesmo ter sido condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália. Agora, patrocinadores cobram atitudes do clube.

O primeiro patrocinador a deixar de apoiar o Santos foi a Orthopride, de ortodontia, que fazia seu anúncio nos números da camisa desde maio de 2018. O contrato com a empresa ia até fevereiro de 2021, e os dirigentes já negociavam a renovação.

Foto: MKT Esportivo

Agora, após divulgação de transcrições nas quais Robinho releva que sabia do estado de embriaguez da mulher albanesa que acusa o atleta e os amigos por estupro coletivo, foi a vez da empresa Kicaldo se pronunciar pedindo a rescisão de contrato com o atacante. “A nossa posição é que o clube rescinda com o jogador Robinho. Estamos aguardando a posição do Santos, se eles rescindirem, a gente mantém a parceria. Se não, a gente não vai mais patrocinar a equipe”, declarou a empresa que estampa a manga do uniforme alvinegro.

Os outros patrocinadores da equipe da Vila Belmiro ainda não se pronunciaram. O Conselho Deliberativo do Santos anunciou que irá realizar uma reunião de forma virtual para analisar a contratação do jogador na próxima quarta-feira (21).

Foto: Getty Images

Resta1