‘Los Tatengues’: Conheça o Unión de Santa Fé, adversário do Atlético na Sul-Americana

Unión de Santa Fé

O Unión de Santa Fé entrará em campo diante do Atlético-MG, pela Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira (06). A partida ocorrerá às 21:30 (horário de Brasília), no Estádio 15 de Abril. Além disso, o modesto time argentino, é rival do Cólon, equipe que eliminou o Galo nas semi-finais da última edição da Copa.

Mas, apesar de contar com o guia que aborda os tradicionais times da Libertadores, o Mercado do Futebol contará, também, a história dos adversários dos times brasileiros, nesta Copa Sul-Americana. Confira as matérias já publicadas:

Autoria: Vinícius França
Autoria: Gabriel Neri

História

O Club Atlético Unión, conhecido popularmente como Unión de Santa Fé, é um clube de futebol argentino, sediado na cidade de Santa Fé. Nesta temporada, disputa a Primeira División, do Campeonato Argentino, além da Copa Sul-Americana.

O clube sempre contou com as mesmas cores e o mesmo escudo.

Entretanto, apesar de modesto no cenário argentino, o clube faz parte da ”velha-guarda” do futebol local. Sua fundação ocorreu em 15 de abril de 1907 (112 anos).

Contudo, até então, jamais conquistou a liga principal, em sua história. Mas tem como principal conquista o título da Segunda División, de 1966. Além disso, conta algumas campanhas de destaque: os acessos para a primeira divisão em 1968, 1974, 1989, 1996, 2011 e 2014. Na temporada 2010-11, a equipe, em grande campanha, ficou com o vice-campeonato da Segunda División e voltou à elite após 7 anos.

Foto: Luis Cetraro/Télam/cb

Já na primeira divisão, foi em 1979 que obteve sua melhor campanha. Nesta edição, ”los Tatengues” chegaram até a final da competição, sendo derrotados pelo River Plate, ficando assim, com o vice-campeonato e garantindo o acesso para a Copa Libertadores da América de 1980, onde foi eliminado na primeira fase da competição.

O estádio – La cancha

O Unión de Santa Fé, manda os seus jogos no Estádio 15 de abril, inaugurado em 29 de abril de 1929, localizado, também, em Santa Fé. O estádio, típico caldeirão argentino, próximo do campo, em que apenas o alambrado separa os torcedores do gramado, possui capacidade para cerca de 27 mil torcedores.

Os torcedores são conhecidos como ”Los Tatengues” ou ”Unionistas”. O clube possui cerca de 18 mil sócios.

Foto: Divulgação/Unión

O Estádio 15 de Abril passou por diversas reformas. Uma delas devido ao acidente ocorrido em um clássico contra o Cólon em 1943. O setor visitante, que era feito de madeira, desabou e deixou muitos feridos. Mas, felizmente, não houve nenhum óbito. Desde então, as arquibancadas foram reformadas, sendo agora, concretas.

Momento atual

Na ultima temporada, o Unión Santa Fé também esteve na Copa Sula-Americana. Enfrentou, na primeira fase, o Independiente del Valle (que se sagrou campeão). Venceu o primeiro jogo por 2 a 0, mas na volta, perdeu pelo mesmo placar e foi eliminado nos pênaltis.

Foto: Marcelo Manera / AFP

Possui apenas dois jogos em partidas internacionais e agora enfrentará o Atlético-MG.

A equipe se classificou para a competição, após terminar a ultima temporada na oitava colocação da Superliga 2018/19. Em 25 jogos, marcou 29 gols e sofreu 24 (média de quase um gol sofrido por partida). Na atual temporada, ocupa a 17ª colocação de 24 totais, somando 20 pontos em 16 jogos, restando ainda, sete rodadas para o fim.

A equipe argentina não conta com grandes estrelas. Entretanto, seus nomes mais conhecidos são Walter Bou (emprestado pelo Boca Juniors) e o camisa 10 Gabriel Carabajal. Além do zagueiro e capitão Jonathan Botinelli e o colombiano Yeimar Gómez, também zagueiro, visado por outros clubes.

Soberania em clássicos

Como dito anteriormente, seu maior rival é o Colón, que sai em desvantagem nos duelos diretos.

Em 105 partidas na história do clássico, são 37 vitórias do Unión e 31 do Colón, além de 37 empates. O Unión marcou 128 gols, e sofreu 116.

Curiosidades

Além do futebol, o Unión de Santa Fé possui, também, uma equipe de basquete. Participa atualmente da TNA (segunda divisão do campeonato local), na Liga Nacional de Básquet. Carlos Delfino, que atua na NBA e foi campeão olímpico com a seleção Argentina em Atenas (2004), iniciou sua carreira no clube. Além disso, a equipe de basquete também possui categorias de base.

Equipa técnica que lutou pelo título do torneio federativo da categoria U17, em 2012. 
Foto: Pablo Aguirre

Os jogadores em atividade com mais gols marcados pelo Manchester City Os goleiros do Botafogo depois da “Era Jefferson” Flamengo x Palmeiras entra em ranking de maiores rendas do futebol brasileiro; veja o top 10 Volta por cima? Criticado na Copa do Mundo, Fred vive boa fase no United